Leonor David

envie a um amigo share this

Paper from a research group in i3S wins the first edition of Prémio Cancro Gástrico IPO do Porto

The paper entitled "A panel of intestinal differentiation markers (CDX2, GPA33, and LI‑cadherin) identifies gastric cancer patients with favourable prognosis" from the Differentiation & Cancer group at i3S has won the first edition of "Prémio Cancro Gástrico IPO do Porto", an award for the best article in gastric cancer research published in the past 2 years assigned by IPO Porto. The award ceremony will take place at IPO Porto on May 31st, 2021.

Artigo de um grupo de investigação do i3S vence 1ª edição do Prémio Cancro Gástrico IPO do Porto

O artigo intitulado "A panel of intestinal differentiation markers (CDX2, GPA33, and LI‑cadherin) identifies gastric cancer patients with favourable prognosis" do grupo Differentiation & Cancer, no i3S, foi galardoado com a primeira edição do "Prémio Cancro Gástrico IPO do Porto", um prémio para o melhor artigo em investigação em cancro gástrico publicado nos últimos 2 anos e atribuído pelo IPO do Porto. A cerimónia de entrega do prémio terá lugar no IPO do Porto, no próximo dia 31 de Maio.

Regulation of invasion and peritoneal dissemination of ovarian cancer by mesothelin manipulation

O cancro do ovário é a quinta causa de morte por cancro nas mulheres na Europa. O termo cancro do ovário engloba um grupo heterogéneo de tumores malignos, sendo o cancro do ovário do tipo epitelial (EOC) o mais frequente. Devido à ausência de sintomas nos estádios iniciais, a maioria dos EOC são diagnosticados em estádios avançados, que frequentemente envolvem disseminação metastática na cavidade peritoneal, condição também referida como carcinomatose peritoneal, que constitui a principal causa do desfecho desfavorável e do mau prognóstico das pacientes com EOC.

Regulação da invasão e disseminação peritoneal do cancro do ovário através da manipulação da mesotelina

O cancro do ovário é a quinta causa de morte por cancro nas mulheres na Europa. O termo cancro do ovário engloba um grupo heterogéneo de tumores malignos, sendo o cancro do ovário do tipo epitelial (EOC) o mais frequente. Devido à ausência de sintomas nos estádios iniciais, a maioria dos EOC são diagnosticados em estádios avançados, que frequentemente envolvem disseminação metastática na cavidade peritoneal, condição também referida como carcinomatose peritoneal, que constitui a principal causa do desfecho desfavorável e do mau prognóstico das pacientes com EOC.

Digital image analysis of multiplex fluorescence IHC in colorectal cancer recognizes the prognostic value of CDX2 and its negative correlation with SOX2

Flourescence-based multiplex immunohistochemistry (mIHC) combined with multispectral imaging and digital image analysis (DIA) is a quantitative high-resolution method for determination of protein expression in tissue. We applied this method for five biomarkers (CDX2, SOX2, SOX9, E-cadherin, and β-catenin) using tissue microarrays of a Norwegian unselected series of primary colorectal cancer. The data were compared with previously obtained chromogenic IHC data of the same tissue cores, visually assessed by the Allred method.

Análise de imagem digital de imunohistoquímica por fluorescência em multiplex reconhece o valor prognóstico do CDX2 e a sua correlação negativa com o SOX2

A imunohistoquímica baseada em fluorescência por multiplex combinada com a aquisição de imagem de espectro múltiplo e análise digital é um método quantitativo de alta resolução para a determinação da expressão proteica em tecidos. Aplicou-se este método a cinco biomarcadores (CDX2, SOX2, SOX9, E-caderina e β-catenina) usando microarrays de tecidos de uma série norueguesa não seleccionada de tumores colorrectais primários.

Peritoneal dissemination of ovarian cancer: role of MUC16-mesothelin interaction


Ricardo Coelho 1,2, Lara Marcos-Silva 1, 3, Sara. Ricardo 1,2, Filipa Ponte 1, Antónia Costa 2,4,5, José Manuel Lopes 2,6,7, Leonor David 1,2

(1) Differentiation and Cancer Group, IPATIMUP/i3S, Institute of Molecular Pathology and Immunology of the University of Porto/Institute for Research and Innovation in Health of University of Porto, Porto, Portugal.

(2) FMUP, Faculty of Medicine of University of Porto, Porto, Portugal.

Papel da interação MUC16-mesotelina na disseminação peritoneal do carcinoma do ovário

Uma equipa de investigadores do Ipatimup/i3S publicou um artigo de revisão em colaboração com investigadores do centro Hospitalar de São João, na revista Expert Review of Anticancer Therapy, onde revêm o papel da expressão e interação entre a mucina 16 (MUC16) e a mesotelina na disseminação peritoneal do carcinoma de ovário. Este artigo fornece uma extensa revisão sobre os ensaios clínicos que têm como alvo terapêutico a expressão destas duas moléculas.

Precise integration of inducible transcriptional elements (PrIITE) enables absolute control of gene expression

In this study, the authors combined the use of genome editing tools and last generation inducible systems in order to develop a cell model where the expression of CDX2 transcription factor can be tightly regulated. CDX2 is an intestinal differentiation marker whose expression is often altered in gastric and colon carcinomas. Its control was here shown to be useful to uncover novel putative downstream effector genes (such as GPA33 and LDLR), and therefore, to further clarify the role of CDX2 in intestinal cells.

Precise integration of inducible transcriptional elements (PrIITE) enables absolute control of gene expression

In this study, the authors combined the use of genome editing tools and last generation inducible systems in order to develop a cell model where the expression of CDX2 transcription factor can be tightly regulated. CDX2 is an intestinal differentiation marker whose expression is often altered in gastric and colon carcinomas. Its control was here shown to be useful to uncover novel putative downstream effector genes (such as GPA33 and LDLR), and therefore, to further clarify the role of CDX2 in intestinal cells.