Ana Sofia Ribeiro

send to a friend share this

A New In Vivo Tool to Evaluate Breast Cancer Stem Cell Activity – the CAM

We have established a in vivo limiting dilution assay (LDA) using the chick embryo chorioallantoic membrane (CAM), using a metastatic breast cancer cell model previously shown to be enriched for cancer stem cell (CSC) properties. This new tool was able to reproduce the same results found in mice, which is the gold standard method to evaluate CSC enrichment. Importantly, the chick model has several advantages, namely its easy handling, accessibility, rapid growth, lower costs and the absence of ethical and regulatory constraints.

Uma nova ferramenta experimental para avaliar a atividade estaminal de células de cancro da mama in vivo

Estabelecemos um ensaio de diluições limitantes utilizando a membrana corioalantóide do embrião da galinha (CAM), usando um modelo metastático de cancro da mama, no qual já foi demonstrado um enriquecimento em células com potencial estaminal. Com este novo ensaio  foi possível reproduzir os mesmos resultados encontrados no ratinho, o modelo  animal standard para a avaliação do enriquecimento estaminal em cancro.

Atomic force microscopy and graph analysis to study the P-cadherin/SFK mechanotransduction signalling in breast cancer cells


AS Ribeiro1,2, FA Carvalho3, J Figueiredo1,2, R Carvalho1, T Mestre4, J Monteiro1, AF Guedes3, M Fonseca4, J Sanches4, R Seruca1,2,5, NC Santos3, J Paredes1,2,5

1 i3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, Universidade do Porto, Portugal;

2 Institute of Molecular Pathology and Immunology of the University of Porto;

Combinação de técnicas de bioimagem e microscopia permite prever a agressividade das células tumorais da mama

O reconhecimento das propriedades biomecânicas das células tumorais permite compreender os mecanismos físicos responsáveis pelo processo metastático. As Caderinas, que são moléculas que promovem a adesão célula-célula, desempenham um papel crucial durante a progressão tumoral. No entanto, na maioria dos estudos, não existem dados que liguem a sinalização pro-tumorigénica e as variações no equilíbrio mecânico mediado pelas forças de adesão promovidas pelas caderinas.

Ana Sofia Ribeiro e Mónica Fernandes premiadas no 1º Congresso da ASPIC

No decorrer do 1º Congresso Internacional da ASPIC, que se realizou a 25 e 26 de Novembro na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, foram premiados os dois melhores posters de um total de 139 posters que estiveram a concurso.

Caderina-P como possivel biomarcador para identificar o fenótipo metastático das células de cancro da mama

Investigadoras do grupo de Genética do Cancro do Ipatimup (Joana Paredes e Ana Sofia Ribeiro) focam o seu estudo na Caderina-P, uma molécula de adesão celular que promove o crescimento tumoral e a invasão de células neoplásicas, sendo um marcador de mau prognóstico no cancro da mama.

P-Cadherin as a putative biomarker to identify the metastatic phenotyope of breast cancer cells

Authors and Affiliations:

Ana Sofia Ribeiro and Joana Paredes 1,2*
1 Institute of Molecular Pathology and Immunology of the University of Porto (IPATIMUP), Porto, Portugal
2 Department of Pathology and Oncology, Faculty of Medicine of the University of Porto, Porto, Portugal

 

Abstract: