Irene Gullo

envie a um amigo share this

The Transcriptomic Landscape of Gastric Cancer: Insights into Epstein-Barr Virus Infected and Microsatellite Unstable Tumors

Authors and Affiliations:

Irene Gullo1,2,3,4, Joana Carvalho3,4, Diana Martins3,4, Diana Lemos3,4, Ana Rita Monteiro3,4, Marta Ferreira3,4, Kakoli Das5, Patrick Tan5,6,7, Carla Oliveira3,4, Fátima Carneiro1,2,3,4, Patrícia Oliveira3,4

 

1 Department of Pathology, Centro Hospitalar de São João, Porto, Portugal

O perfil trascriptional do carcinoma gástrico associado a infecção por virus de Epstein Barr e instabilidade de microssatélites

Os carcinomas gástricos associados à infecção por virus de Epstein Barr (EBV) e instabilidade de microssatélites (MSI) são dois subtipos moleculares com características distintas.

Neste estudo os autores salientam as diferenças no perfil transcriptional destes dois subtipos moleculares: os carcinomas infectados por EBV expressam genes relacionados com a resposta imunológicas, enquanto os carcinomas com MSI estão relacionados com a actividade mitótica.

New insights into the inflamed tumor immune microenvironment of gastric cancer with lymphoid stroma: from morphology and digital analysis to gene expression

Authors and Affiliations:

Irene Gullo1,2,3,4, Patrícia Oliveira3,4, Maria Athelogou5, Gilza Gonçalves2,3,4,6, Marta L Pinto4,7,8, Joana Carvalho3,4, Ana Valente3,4, Hugo Pinheiro3,4,9, Sara Andrade3,4,10, Gabriela M. Almeida3,4, Ralf Huss5, Kakoli Das11, Patrick Tan11,12,13, José C. Machado2,3,4, Carla Oliveira2,3,4, Fátima Carneiro1,2,3,4

 

Carcinoma gástrico com estroma linfoide: potencial biomarcador para imunoterapia “contra” o cancro do estômago?

O carcinoma gástrico é uma doença heterogénea do ponto de vista morfológico e molecular. Entre as variantes morfológicas, o carcinoma gástrico com estroma linfoide caracteriza-se pela abundância do infiltrado inflamatório rico em linfócitos no microambiente tumoral.

The various faces of hereditary diffuse gastric cancer

As várias faces do carcinoma hereditário difuso do estômago

Cerca de 3% dos casos de cancro gástrico são hereditários. Entre estes, o carcinoma hereditário difuso do estômago, causado na maioria dos casos por alterações germinativas do gene CDH1,  caracteriza-se pelo desenvolvimento de carcinoma difuso do estômago e lobular da mama, em vários indivíduos da mesma família. Os mecanismos de desenvolvimento e a evolução temporal desta doença não estão completamente esclarecidos: alguns focos de carcinoma permanecem indolentes, limitados à mucosa, enquanto outros tornam-se agressivos e extensamente invasores.