Carmen Jerónimo

envie a um amigo share this

Promoter methylation of DNA homologous recombination genes is predictive of the responsiveness to PARP inhibitor treatment in testicular germ cell tumors

Authors and Affiliations:

João Loboa,b,c,d,*, Vera Constâncioa,*, Catarina Guimarães-Teixeiraa, Pedro Leite-Silvaa, Vera Miranda-Gonçalvesa, José Pedro Sequeiraa, Laura Pistonia,e, Rita Guimarãesa,b, Mariana Cantantea,b, Isaac Bragaf, Joaquina Mauríciog, Leendert HJ Looijengad, Rui Henriquea,b,c,§,#, Carmen Jerónimoa,c,§,#

A metilação do promotor de genes de recombinação homóloga do DNA é preditiva de resposta ao tratamento com inibidores da PARP em tumores de células germinativas do testículo

Investigadores do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) exploraram a metilação do promotor de genes de recombinação homóloga do DNA (um dos sistemas de reparação do DNA) como biomarcador em tumores de células germinativas do testículo, especificamente para predizer a resposta ao tratamento com o inibidor da PARP Olaparib.

Epigenetic Signature of Radioresistant Esophageal Carcinoma

Researchers from two Groups of Research Center IPO Porto Cancer: Biology & Epigenetics Group and Medical Physics, Radiobiology and Radiological Protection, recently published a study in the international journal Cell Death & Disease entitled: “JmjC-KDMs KMD3A and KDM6B modulate radioresistance under hypoxic conditions in esophageal squamous cell carcinoma. This work highlights the role of lysine demethylases (KDMs), in particular KDM3A, in radioresistant behavior of esophageal squamous cell carcinoma cells, under hypoxia.

A Assinatura Epigenética na Radio-resistência do Carcinoma do Esófago

Investigadores do Grupo de Epigénetica e Biologia do Cancro e do Grupo de Física Médica, Radiobiologia e Protecção Radiológica do Centro de Investigação do IPO do Porto, publicaram recentemente na revista internacional Cell Death & Disease um trabalho desenvolvido no âmbito do Projecto ESTIMA (NORTE-01-0145-FEDER-000027) intitulado: “JmjC-KDMs KMD3A and KDM6B modulate radioresistance under hypoxic conditions in esophageal squamous cell carcinoma.

New epigenetic biomarkers for the detection of bladder cancer in urine


Sara Monteiro-Reis (1), Ana Blanca (2), Joana Tedim-Moreira (1), Isa Carneiro (1,3), Diana Montezuma (1,3), Paula Monteiro (1,3), Jorge Oliveira (4), Luís Antunes (5), Rui Henrique (1,2,6), António Lopez-Beltran (7,8) e Carmen Jerónimo (1,6)

(1) Grupo de Epigenética e Biologia do Cancro – Centro de Investigação (CI-IPOP), Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil EPE (IPO Porto), e Porto Comprehensive Cancer Center (P.CCC), Porto, Portugal;

Novos biomarcadores epigenéticos para deteção de cancro da bexiga em urina

Investigadores do Grupo de Epigenética e Biologia do Cancro do Centro de Investigação do IPO do Porto e da Universidade de Córdoba, em Espanha, publicaram recentemente na revista internacional Journal of Clinical Medicine os resultados de um dos seus mais recentes trabalhos, onde descrevem o desempenho de um novo teste não-invasivo que poderá ajudar na identificação de casos de cancro da bexiga numa população com outras patologias urinárias.

Detailed characterization of immune cell infiltrate and expression of immune checkpoint molecules PD-L1/CTLA-4 and MMR proteins in testicular germ cell tumors disclose novel disease biomarkers

 

Authors and Affiliations:

João Lobo 1,2,3, Ângelo Rodrigues 1,2,3, Rita Guimarães 1,2, Mariana Cantante 1,2, Paula Lopes 1,2, Joaquina Maurício 4, Jorge Oliveira 5, Carmen Jerónimo 2,3,*,# and Rui Henrique 1,2,3,*,#

1 Department of Pathology, Portuguese Oncology Institute of Porto (IPOP), R. Dr. António Bernardino de Almeida, 4200-072, Porto, Portugal

Caracterização do infiltrado de células imunes e expressão dos “immune checkpoints” PD-L1/CTLA-4 e proteínas MMR em tumores de células germinativas do testículo leva à descoberta de novos biomarcadores da doença

Investigadores do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) exploraram em detalhe o papel da expressão de PD-L1, CTLA-4 e proteínas do sistema de reparação do DNA (“mismatch repair” - MMR) como biomarcadores dos tumores de células germinativas do testículo.

Os tumores de células germinativas do testículo são muito heterogéneos sob o ponto de vista histopatológico. Essa heterogeneidade também se reflecte no tipo e abundância de infiltrado de células imunes que rodeia estes tumores.

Cell-free DNA methylation of selected genes allows for early detection of the three major cancers in women

Authors and Affiliations:

Sandra P. Nunes 1,2, Catarina Moreira-Barbosa 1, Sofia Salta 1,2, Susana Palma de Sousa 3, Inês Pousa 4, Júlio Oliveira 4, Marta Soares 4, Licínio Rego 5, Teresa Dias 5, Jéssica Rodrigues 6, Luís Antunes 6, Rui Henrique 1,7,8 and Carmen Jerónimo 1,8,

A análise de metilação de DNA circulante permite a deteção precoce dos 3 principais cancros no sexo feminino em biópsia líquida

O grupo de Epigenética & Biologia do Cancro do Centro de Investigação do IPO do Porto em colaboração com as Clínicas de Mama, Trato Digestivo e Pulmão e Serviço de Epidemiologia do mesmo Instituto, reportaram recentemente na revista Cancers que a análise de metilação de determinados genes em DNA circulante constitui um biomarcador promissor na deteção precoce dos cancros da mama, colorectal e pulmão na mulher.